Uma parábola sobre o Salmo 23

der-herr-ist-mein-hirte

O Salmo 23
 
Certa vez, houve uma competição em determinada cidade, onde os participantes deveriam ler o Salmo 23 de forma correta. Aquele que atingisse a forma mais culta, e intelectual na hora de desenvolver o Salmo vencia a competição. Ali estavam Pastores, Bispos, Obreiros, Superintendentes regionais para julgar a pronúncia ! Pois bem, foi passando um a um “O senhor é meu pastor e nada me faltará…”, todos liam o Salmo completo, todos os versículos, se diferenciavam entre si, mais não chamavam muita atenção. E no meio deles havia um ministro de louvor, que era também professor de Língua portuguesa. Enfim, conhecia todas as regras de gramática, todas as retóricas, todos os “macetes” para elaborar uma boa leitura. E chegou sua vez (Era o penúltimo candidato), subiu ao palco, saudou os que estavam ali presentes e começou – “O SENHOR é o meu pastor e nada me faltará, deitar-me faz em pastos verdejantes, guia-me mansamente as águas tranquilas…” e assim foi, leu todos os versículos do Salmo, e ao terminar todos levantaram e aplaudiram, assoviavam, gritavam seu nome, e naquele momento aquele homem pensou “Essa eu já ganhei, só falta mais um concorrente, impossível ele fazer melhor do que eu”. Pois bem, foi dado o microfone ao último candidato da competição, homem humilde, simples, aparentava ter uns 60 anos, com as roupas meio sujas, e com o rosto um tanto quanto cansado, fechou os olhos e começou a entoar o Salmo “O SENHOR é o meu pastor, e nada me faltará, deitar-me faz em pastos verdejantes, guia-me mansamente as águas tranquilas, refrigera a minha alma…” E assim foi, leu todos os versículos, e quando terminou de ler que abriu os olhos, todos estavam chorando, alguns ajoelhados implorando misericórdia, outros abraçados uns aos outros pedindo perdão, e ninguém pode conter a emoção ! Todos o aplaudiram, logo após a emoção. E como não poderia ser diferente, o prêmio foi dado a esse homem, mais antes que entregassem o prêmio, o professor, aquele que havia pensado que ja estava ganho, pediu o microfone e disse: – “Quando cheguei aqui, achei que ia vencer facilmente este concurso, quando vi todos eles lendo, dentro do meu pensamento eu dava risada, porque não tinha como eu perder isso aqui. Porque eu sou professor de Português, conheço todas as regras, todas as pausas, respeito todas as vírgulas ! Bom (E abraçou o homem vencedor), eu conheço todas as regras de gramática, mais este homem, conhece o SENHOR do Salmo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s