Egolatria

Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.
Romanos 11:36

 

O que é egolatria: amor exagerado pelo próprio eu; culto de si mesmo; egotismo.

 

Fui palestrante durante algum tempo na minha vida, desde 2002 até 2011, quando acabei ensinando algo do qual hoje amargamente me arrependo, e que diz respeito ao que a auto-ajuda, e até muitos livros cristãos te animam a buscar, dizendo: Ame-se a si mesmo!

No contexto atual de igrejas e de materiais eclesiásticos e para eclesiásticos, o que vemos são infindáveis livros, vídeos e palestras sobre o tema; o que diverge absolutamente das sagradas escrituras.

Para que tais assuntos sejam abordados em ambiente eclesiástico, versículos precisam ser usados isoladamente e de forma distorcida em seu verdadeiro significado. Como exemplo, os campeões: ‘Tudo posso naquele que me fortalece‘, como se eu pudesse ser um super homem e conseguir o que eu quiser em Deus, seja um carro, uma lancha ou um avião,porém, dentro do contesto o apostolo Paulo está falando de suas lutas, de seu currículo de dores e aflições, que passou por necessidade e fome, mas em Cristo tudo suportou; e o segundo é ‘Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.’ Romanos 8:37 , porém jamais fala-se do versículo anterior que diz que somos entregue a morte todos os dias como ovelhas ao matadouro.

Os louvores são sempre focados em enaltecer o homem, e fazem isso para ter igrejas cheias, porém, as pessoas vazias.

Cânticos com letras animadas que te colocam pra cima, panteístas, humanistas, recheados com letras do tipo: Vou conquistar, não desista, não pare de sonhar. Enquanto a bíblia diz:

João 3:30 É necessário que Ele cresça e que eu diminua.

Vejo igrejas lotadas de pessoas, lotadas de heresias e tão pouco de Cristo.

 

Onde estão os homens que pregavam de graça, os adoradores que arrancavam do próprio bolso para levar canções cheias de enaltecimento ao Senhor? Onde estão as letras que os anjos cantariam, dizendo Tu és? Adoração é elogio, e as canções deveriam dizer: Santo, Toda honra e toda glória a ti.

Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam.

E já ninguém há que invoque o teu nome, que se desperte, e te detenhas; porque escondes de nós o teu rosto, e nos fazes derreter, por causa das nossas iniqüidades.
Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.
Isaías 64:6-8

Precisamos de mais Jeremias nessa geração, que ande pelas igrejas chorando e lamentado o que nos tornamos para que o Senhor tenha misericórdia de nós!

Examinai as escrituras

Você conhece esse versículo?
De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir PELA palavra de Deus.
 
Romanos 10:17
As pessoas dizem que a fé vem por ouvir a palavra, mas o texto diz que devemos ouvir pela palavra e não a palavra.
Isso quer dizer que como os bereanos, devemos ter filtros espirituais para ouvir ministrações e pregações, devendo passar o que ouvimos da palavra pelo crivo da própria palavra, não aceitando assim qualquer coisa, mas examinando as escrituras para saber se o que foi ouvido condiz com o que realmente as escrituras dizem.
Na bíblia judaica o texto está assim:
“Portanto a confiança procede do que é ouvido, e o que se ouve provém da palavra anunciada a respeito do Messias.”
Temos que ter a sensibilidade e a revelação de Deus para filtrar o que ouvimos, se condiz ou não com as escrituras, mesmo que chova milagres, mesmo que anjos do céu a pregue… se não condiz com as escrituras devem ser rejeitadas!

Existe assassinos a solta por ai!

image

“O perverso não tem caráter. Anda de um lado para o outro dizendo coisas maldosas;
pisca o olho, arrasta os pés e faz sinais com os dedos;
tem no coração o propósito de enganar; planeja sempre o mal e semeia discórdia.
Por isso a desgraça se abaterá repentinamente sobre ele; de um golpe será destruído, irremediavelmente.
Há seis coisas que o Senhor odeia, sete coisas que ele detesta:
olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
coração que traça planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal,
a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos.”
Provérbios 6:12-19

Existem assassinos por ai, parafraseando Philip Yansey. Não são pessoas armadas, nem pessoas que vão te abordar por ai e tirar-lhe a vida. Estou falando de pessoas que farão o possível e o impossível para assassinar a graça de Deus em sua vida.

Essas pessoas não precisam de armas, elas usam seus olhares, suas canetas, seus cargos, palavras que vão matando pouco a pouco o que a graça plantou em nós.

Estou falando de pessoas como do texto de Provérbios que semeiam discórdia, manipulam mentes, se apressam para fazer o mal.

Não estou falando de ímpios, mas de pessoas que estão dentro da igreja, gente ruim que ainda assim, como disse Judas em sua carta: Se banqueteiam conosco sem nenhum recato!”

Esse tipo de gente fere a igreja, suja nossa comunhão e nossas festas de amor. Fazem divisões, destroem casamentos, transformam a vida em um verdadeiro inferno.

Esse assassino pode estar mais perto do que você pensa. Ele pode estar em sua comunidade, sentado ao seu lado no banco da igreja, na sua casa ou até mesmo dentro do seu casamento.

As armas são sutis e matam vagarosamente, sem deixar vestígios!

Você pode estar sendo vítima de um assassino da graça de Deus!

O tempo e a morte – Unidos até que a eternidade os separe!

standard-methods-to-determine-time-of-death-21288001

E o Senhor Deus ordenou ao homem: “Coma livremente de qualquer árvore do jardim,
mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”.
Gênesis 2:16,17

O homem foi criado por Deus com o propósito de ser eterno. A morte não fazia parte dessa relação de Deus com seu novo filho, criado para o alegrar e serem amigos.

Porém, quando o jardim foi plantado haviam paradoxos no meio dele: Uma árvore que era fonte de vida eterna e que o faria viver para sempre com Deus e outra que daria ao homem a morte e o fim de tudo o que Deus preparara para seu filho Adão.

A história nós sabemos, que Adão, levado pela serpente escolheu o pecado.

Mas é ai onde eu queria chegar. Pois sabemos que a morte não é um estado, mas um demônio, no qual Jesus o venceu no ades. Então com a desobediência (pecado), o homem não só foi visitado por esse demônio, como entregou a terra que era dele, entregou seus dias e sua relação com Deus.

A morte é um estado de separação de Deus com o homem, e é ai que entra o tempo.

Deus não está preso ao chronos (tempo minuto a minuto), mas o Kairós. E o que é a eternidade? É a ausência do tempo! Por isso Jesus é mencionado em Apocalipse como o Alfa e Ômega, o principio e o fim, porque está fora do chronos, podendo ver o começo e o fim de tudo no mesmo relance de olhar.

Então entendemos que com a morte o tempo passou a ser contado, pois agora o homem estava nas garras de sua amante, e deveria se encontrar com ela em algum momento, e por isso o chronos passou a existir.

Nesse tempo os homens ainda chegavam aos 1000 anos, como é o caso de Matusalém, descendente de Adão.

Mas ai o homem não parou de flertar com a morte, e intimamente passou a viver um caso de amor com ela. O homem que Deus criou, agora era escravo do pecado que conhecera, e não fez outra coisa a não ser pecar.

Então disse o Senhor: “Por causa da perversidade do homem, meu Espírito não contenderá com ele para sempre; e ele só viverá cento e vinte anos”
Gênesis 6:3

Dai o chronos se achegou mais perto do homem, por ter aumentado a iniquidade. Então, quanto mais pecado, mais o demônio da morte é fortalecido?

Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos6:23

 Mas havia um plano, e então o Senhor Deus, enviou seu filho, aquele que não flertaria com a morte, não pecaria, e então poderia vencer a morte, pois se o salário do pecado é a morte, alguém que não pecou não pode morrer.

Então Jesus veio, viveu, sofreu as mesmas paixões que nós… mas não pecou!

Então triunfou sobre ela, recebendo um nome acima de todo nome, pois venceu a morte, e tomando dela o poderio, deu a quantos quis o poder da eternidade outra vez.

E quando enfim, deixarmos esse corpo de morte, deixaremos também o tempo, podendo viver para sempre, o Espírito que reina volta a ser o do Eterno e a comunhão eterna com Yahweh e seu Kairós voltam a ser nossos outra vez.

Essa é a vitória… não mais tempo… não mais morte… não mais separação!

Seja fiel até a morte, e eu lhe darei a coroa da vida.

Apocalipse 2:10

Reconstruindo os muros da nação

Muro-coração

Entenda:
 
“Tocar-se-á a trombeta na cidade, e o povo não estremecerá? Sucederá algum mal na cidade, sem que o Senhor o tenha feito?
 
Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.
 
Rugiu o leão, quem não temerá? Falou o Senhor DEUS, quem não profetizará?”
 
Amós 3:6-8
 
 
A dois anos a igreja se mobilizou em escalas de jejum e oração em toda a nação, pedindo a Deus que trouxesse justiça.
 
Pois bem, Deus nos ouviu.
 
Depois voltamos a clamar pedindo que o Senhor tomasse providencia quanto a sujeira que saiu de baixo do tapete… saiu a sujeira.
 
Agora, o que temos que fazer como igreja e congregar os exércitos e embaixadores de Deus aqui e chamar por uma justiça definitiva, que caia o principado da corrupção, da defraudação e dou roubo… clamando que Deus nos dê uma liderança temente como Davi e que tenha visão do reino. Ai será na terra como nos céus.
 
Mas atitudes humanas não nos levam a lugar algum, mas devemos dar ouvido os profetas, chorar, clamar e pedir um grande avivamento sobre o Brasil… avivamento de arrependimento.
 
Essa nação foi colônia de outras, trazendo herdades malignas espirituais dos Europeus, dos escravos africanos e dos próprios americanos do norte. Enfim, precisamos limpar os céus, gerar aqui uma cultura do alto.
 
Sempre que a nação passava por desgraça, lideres corruptos tomavam a frente do povo o povo padecia, mas sempre era juízo de Deus sobre os homens através dos líderes. O Senhor chamou a Ciro de meu servo a quem escolhi.
 
Como Neemias, devemos nos humilhar, nos consagrar e clamar a Deus que reconstrua nossos muros… e só então viveremos seguros, quando tivermos um Deus governando!

Uma parábola sobre o Salmo 23

der-herr-ist-mein-hirte

O Salmo 23
 
Certa vez, houve uma competição em determinada cidade, onde os participantes deveriam ler o Salmo 23 de forma correta. Aquele que atingisse a forma mais culta, e intelectual na hora de desenvolver o Salmo vencia a competição. Ali estavam Pastores, Bispos, Obreiros, Superintendentes regionais para julgar a pronúncia ! Pois bem, foi passando um a um “O senhor é meu pastor e nada me faltará…”, todos liam o Salmo completo, todos os versículos, se diferenciavam entre si, mais não chamavam muita atenção. E no meio deles havia um ministro de louvor, que era também professor de Língua portuguesa. Enfim, conhecia todas as regras de gramática, todas as retóricas, todos os “macetes” para elaborar uma boa leitura. E chegou sua vez (Era o penúltimo candidato), subiu ao palco, saudou os que estavam ali presentes e começou – “O SENHOR é o meu pastor e nada me faltará, deitar-me faz em pastos verdejantes, guia-me mansamente as águas tranquilas…” e assim foi, leu todos os versículos do Salmo, e ao terminar todos levantaram e aplaudiram, assoviavam, gritavam seu nome, e naquele momento aquele homem pensou “Essa eu já ganhei, só falta mais um concorrente, impossível ele fazer melhor do que eu”. Pois bem, foi dado o microfone ao último candidato da competição, homem humilde, simples, aparentava ter uns 60 anos, com as roupas meio sujas, e com o rosto um tanto quanto cansado, fechou os olhos e começou a entoar o Salmo “O SENHOR é o meu pastor, e nada me faltará, deitar-me faz em pastos verdejantes, guia-me mansamente as águas tranquilas, refrigera a minha alma…” E assim foi, leu todos os versículos, e quando terminou de ler que abriu os olhos, todos estavam chorando, alguns ajoelhados implorando misericórdia, outros abraçados uns aos outros pedindo perdão, e ninguém pode conter a emoção ! Todos o aplaudiram, logo após a emoção. E como não poderia ser diferente, o prêmio foi dado a esse homem, mais antes que entregassem o prêmio, o professor, aquele que havia pensado que ja estava ganho, pediu o microfone e disse: – “Quando cheguei aqui, achei que ia vencer facilmente este concurso, quando vi todos eles lendo, dentro do meu pensamento eu dava risada, porque não tinha como eu perder isso aqui. Porque eu sou professor de Português, conheço todas as regras, todas as pausas, respeito todas as vírgulas ! Bom (E abraçou o homem vencedor), eu conheço todas as regras de gramática, mais este homem, conhece o SENHOR do Salmo.

Para que todos vejam a tua glória Senhor!